Taxa SELIC: qual a relação com o mercado imobiliário?

Relação Taxa Selic e Mercado Imobiliário | Cataldo Siston

Para investir em imóveis, é importante conhecer sobre esse mercado e os juros envolvidos nele, uma vez que isso pode influenciar muito na sua aquisição. Provavelmente, você já ouviu falar sobre a Taxa Selic. No entanto, você tem o conhecimento de como ela afeta o mercado imobiliário? Se não, aprenderá agora mesmo. Confira!

O que é Taxa Selic?

A Taxa Selic, que recebe esse nome por causa do Sistema Especial de Liquidação e Custódia, é um importante parâmetro da economia brasileira. Isso porque ela serve como um indicador para que a porcentagem de todas as outras taxas possam ser calculadas. Sendo considerada uma medida de estratégia para movimentar a economia, ela é utilizada, também, para controlar a inflação. A fim de que seja determinada, há uma reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central a cada 45 dias. Os principais fatores analisados são: atividade econômica, taxa de juros externa, taxa de câmbio e nível da inflação.

Como a Taxa Selic influencia o mercado imobiliário?

Como dito acima, a Taxa Selic é um regulador de taxas de juros e financiamentos de toda a economia brasileira. Quando há alta inflação, o COPOM do Banco Central decide aumentar a porcentagem dela. Assim, os valores do mercado sobem e, por consequência, as aquisições diminuem, tendo como objetivo manter a inflação e os juros sob controle. Do contrário, quando o comércio está em baixa, a Taxa Selic é reduzida para fomentar a movimentação do capital. Com isso, há uma busca de equilíbrio econômico para que não seja fomentada uma crise.

A Taxa Selic interfere em todos os setores do Brasil. Logo, com o mercado imobiliário não seria diferente. Isso porque há uma diminuição do valor dos imóveis quando ela está elevada. Dessa forma, a busca por propriedades reduz, devido às altas taxas de juros de financiamento. Em contrapartida, quando há uma grande procura de bens, a taxa é erguida, fazendo com que os juros aumentem. A consequência disso pode ser um declínio de aquisições no mercado imobiliário.

Atualmente, estamos em uma baixa histórica da Taxa Selic, com 2% ao ano, de acordo com o Banco Central do Brasil. Com isso, é esperado que a economia imobiliária seja aquecida, já que a redução da taxa é como um incentivo para que haja mais consumo. Além de proporcionar resultados positivos, com mais transações sendo realizadas, as propriedades passam a ter maior valorização no mercado, uma vez que  a procura é grande.

Momento ideal da Taxa Selic para investir no mercado imobiliário

Para fazer investimento em imóveis, é fundamental estar atento às variações da Taxa Selic. Por meio dela, pode-se analisar qual é o melhor momento para fazer seu investimento. Além disso, é fundamental buscar orientação de profissionais qualificados que entendam do assunto, como os do Cataldo Siston, escritório de advocacia imobiliária no Rio de Janeiro. Nossos advogados são altamente especializados e experientes em leilão de imóveis, recuperação de créditos e advocacia imobiliária. Dessa forma, oferecemos soluções pautadas em nossa especialização técnica e intensa dedicação, provendo atenção personalizada e ágil na defesa dos direitos daqueles que depositaram em nós sua confiança.

Últimas Publicações

Podemos ajudar a solucionar o seu caso!

Entre em contato e agende uma reunião